O filme “Dream for an Insomniac” (no Brasil, “Alma de Poeta, Olhos de Sinatra”).

Uma tarde de sábado
Sonhei que certa Mariana me dera
Um poema sobre barquinhos e conchas do mar
Porque eu gosto de poemas
E dos barquinhos na Urca, ela disse
Fiquei emocionada
Você achou que eu tinha escrito
Não, ganhei, eu disse
E fomos conversar
Conversamos a festa toda
Acho que era uma festa onde se passava o sonho
Conversávamos sem parar
Nosso papo nunca cessava
Ao fim do sonho
Eu lamentei
Ah, como eu lamentei
O fato de você não ser meu
Por que não eu, pensei
Em outubro passado?
Acordei
E lembrei de “Dream for an insomniac”
Frankie e David se conhecem
Eles são feitos um para o outro
Mas David namora Molly Monday
Frankie batalha pelo amor de David
E eles acabam o filme juntos
Mas eu não sou Frankie nenhuma

Leitora e escrevedora de transporte público. Instagram: @santosacarolina

Leitora e escrevedora de transporte público. Instagram: @santosacarolina