Oro pelas meninas de saia
do Pedro II e do Heitor Lira
Nas noites de São Cristóvão e da Penha

Oro pelos meninos pretos
que jogam bola em campinhos
da Nova Holanda e de Vigário

Oro pelas bichas
que saem de festas
no Encantado e em Botafogo

Não sei se há Deus
Mas se houver
que proteja os meus

Poema dedicado a Jeremias e Matheusa. O mundo não lhes fez jus.

Leitora e escrevedora de transporte público. Instagram: @santosacarolina