a rat-tat-tat on my heart

quero que alguém me beije no meu coração. estou sentindo uns formigamentos estranhos. eu sei que não é amor. sei. é algo além. é um contentamento. acho que é obra desse texto que acabei de ler e me lembrou de você. era sobre atravessar a cidade. sobre caminhadas e metrô. e no fim, o encontro não era bem-sucedido. foi aí que eu lembrei de você. engraçado como nada nunca dá certo, né? que será? sempre acho que vai, fico na torcida, na expectativa e… não. não foi. tente na próxima semana. obrigada. volte sempre. que coisa, não? ainda assim não paro de tentar. simplesmente me recuso. na verdade, aquele formigamento no coração é amor, sim. sempre foi. desde sempre. não existe amor à primeira vista, mas se tornou amor muito rapidamente. eu tenho textos e mais textos guardados sobre você e minha eterna espera. esse sentimento agridoce. que apesar de tudo, é mais doce do que agri. o mundo tem sido doce comigo e eu tenho apreciado essa música ganhadora do oscar, daquele filme que perdeu o oscar. ela diz que tudo que a gente procura é o amor de alguém. uma voz que diz eu vou estar aqui e você vai ficar bem. eu não ligo se eu sei pra onde eu vou porque tudo que eu preciso é essa sensação louca, esse tuntuntun no meu coração. acho que eu quero que ele permaneça.

--

--

Leitora e escrevedora de transporte público. https://linktr.ee/santosacarolina

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store