Superpoder

O vento molda meus cabelos de uma forma incomum, todo ele virado para a direita, como um penteado dos anos 80. Eu gosto dessa sensação. Um banner balança a alguns metros de mim. Milagrosamente, ele se recolhe para que eu possa passar. Sinto como se tivesse feito isso com minha próprias mãos, como um superpoder. É isso: me sinto a Jean Grey. Estou usando meu vestido favorito e com um bom humor que há tempos não me domina. Não sei, mas tem algo no ar de Botafogo. O cheiro de planta e mar. As ruas arborizadas, os prédios com cara de antigos, o metrô que me desorienta toda vez. Só sei que me sinto invencível e que poderia conseguir todos os trabalhos aos quais me candidatasse.

--

--

Leitora e escrevedora de transporte público. https://linktr.ee/santosacarolina

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store